Transformação digital: como aproveitar essa tendência?

A transformação digital veio junto com a grande evolução tecnológica e está revolucionando o planeta, provocando disrupções fantásticas, alavancando projetos imensos e levando os lucros das organizações para a estratosfera. Se a sua empresa ainda não entrou nessa onda, muitos poderão dizer que ela está fadada a morrer na praia.

Será que essa é uma visão fatalista demais ou apenas um reflexo da realidade em que vivemos?

Os excessos que alguns players de tecnologia cometem com o termo “transformação digital” acabou causando reações adversas: alguns afirmam que não passa de um termo mercadológico, enquanto outros dizem que esse conceito é inatingível, tamanha a pressão para que ocorra. Isso, muitas vezes, resulta em iniciativas fragmentadas ou esforços equivocados que levam a oportunidades perdidas, desempenho lento ou falsos começos.

A verdade é que a transformação digital veio para ficar e está realmente mudando a forma de tocar os negócios. As empresas precisam se adequar e investir em inovação se almejam continuar competitivas. Porém, como tudo na vida, é preciso muito senso crítico, um certo cuidado e um grande planejamento estratégico para fazer uma verdadeira transformação digital e trazer resultados positivos para o seu produto e sua organização.

Mas vamos ao que interessa: o que é a transformação digital e por que ela se faz tão necessária? Você vai descobrir aqui tudo o que precisa saber — e explicado de uma forma bem simples — aqui, neste post. Vamos lá?

O que é transformação digital?

Vale a pena uma pausa para esclarecer o vocabulário e aprimorar a linguagem. Os líderes empresariais devem ter uma compreensão clara e comum de exatamente o que são os meios digitais e o que isso significa para seus negócios.

Existem três termos que andam causando confusão nos meios de comunicação: digitalização, digitização e transformação digital. Vamos entender melhor cada um deles:

  • Digitalização é o processo de converter um objeto físico ou analógico em um arquivo digital (um exemplo prático é utilizar um scanner ou tirar uma foto de um contrato em papel). Quando uma empresa é digitalizada, quer dizer que passou seus processos de papel para a forma digital, armazenando esses documentos em uma base de dados. Inclusive, é interessante lembrar que as duas formas — papel físico e dados lógicos — podem continuar coexistindo.
  • Digitização é um processo que muda o modelo de negócio e os processos operacionais da empresa para o formato digital, envolvendo também a digitalização da documentação.
  • Transformação digital é a soma da digitização e da digitalização, fazendo a mudança para que a empresa seja totalmente digital. Envolver todos os departamentos, os processos e as operações da empresa. Essa transformação é profunda, altera a cultura da empresa, das pessoas e do modelo de negócios.

Portanto, a transformação digital é muito mais do que passar os produtos e serviços para a forma digital: ela também é sobre os processos que criam, habilitam, gerenciam e entregam— e é nesse momento que a TI entra. Os processos e as tecnologias subjacentes devem ser utilizados a favor do negócio, da empresa e, claro, do cliente.

Antes, tínhamos dificuldade em administrar o tempo, problemas com distância e difícil acesso à informação. O avanço das novas tecnologias nos últimos anos permitiu que se iniciasse a transformação digital, que veio para atenuar e resolver essa série de problemas. Temos que pensar que o foco maior é o ser humano e que, nesse contexto, a máquina deve trabalhar a nosso favor.

Hoje em dia, sua empresa pode aproveitar plenamente as mudanças e oportunidades das tecnologias digitais ou perder o incrível valor que essas ferramentas representam para as empresas, sejam elas pequenas ou grandes. O desafio não é analisar se a organização deve ou não adotar a tecnologia atual em seus processos de negócios existentes, e sim pensar em como maximizar a tecnologia digital sem interromper suas funções de negócios existentes.

Quais os benefícios da transformação digital?

Quando cuidadosamente executada, os benefícios da transformação digital são enormes. A mudança pode aumentar a produtividade de maneira drástica e conceder ao seu negócio a vantagem competitiva que você precisa para oferecer uma experiência excepcional ao cliente.

Além disso, ela levará a um aumento na geração de dados de múltiplas fontes, dando às empresas uma oportunidade de interagir com os clientes e indicar novos produtos e serviços com base em suas experiências de compras anteriores.

As oportunidades e benefícios são praticamente infinitas: você poderá contar, entre várias outras coisas, com a melhoria da interação em tempo real com os clientes, informações mais precisas, melhor gerenciamento de estoque, acesso a novos segmentos de clientes, maior produtividade, processos de produção simplificados, melhor alocação de recursos, previsão efetiva e decisões comerciais eficientes. Vamos detalhar algumas:

Acompanhamento do progresso

Com as novas ferramentas de análise de dados, é possível monitorar facilmente o progresso, os problemas e o sucesso de um negócio online. Ao rastrear o desempenho do site, por exemplo, você pode ter acesso ao número de cliques, visualizações ou respostas para sua campanha e/ou produto sem gastar muito.

Mercado-alvo

Conheça seu nicho com sua presença online. Você obtém informações em tempo real relacionadas à demografia, bem como o número de visitantes do site, seus países de origem, gostos, preferências e comportamentos. Também se torna fácil acompanhar as taxas de rejeição, ou seja, por quanto tempo os visitantes permanecem em seu site.

Armazenamento de dados

Antigamente, as informações eram sempre armazenadas em arquivos (de departamento), o que era altamente ineficiente. Era complicado armazenar enormes volumes de dados essenciais e mais ainda encontrar o que precisasse depois. Agora, com a ajuda de novas ferramentas de armazenamento e softwares na nuvem, as empresas estão ficando mais organizadas e o processo de arquivamento de dados se tornou mais inteligente e eficiente.

Eco-friendly

A transformação digital ajuda as empresas a operarem sem a necessidade de uso do papel, assim ajudando a reduzir custos e, de quebra, proteger o meio ambiente. Pode não parecer, mas essa é uma mudança cultural profunda no ambiente corporativo, pois muitos departamentos ainda adoram guardar papéis sem necessidade e podem agilizar uma série de processos ao optar pela automatização deles.

Acessibilidade

Além da economia da papelada, os enormes volumes de dados podem ser armazenados na nuvem, o que também significa que você não precisará de uma força de trabalho enorme para manter seu site. Os sistemas de colaboração empresarial permitem que os funcionários baixem somente o conteúdo relevante, desenvolvendo sistemas de comunicação eficientes em toda a organização e dizendo adeus a backups no computador do funcionário ou mídias externas para armazenamento.

Rentabilidade

O marketing online promete um ROI enorme para as empresas. Com o número de usuários digitais em ascensão, a transformação digital será uma solução lucrativa para você.

Funcionários melhores

Todo negócio quer que sua força de trabalho seja mais inteligente, rápida e produtiva. Alcançar esse objetivo requer soluções inovadoras para tornar mais fácil a colaboração, a comunicação e a troca irrestrita de dados entre seus funcionários.

Diversas ferramentas de produtividade em nuvem, soluções ERP e empresas especialistas estão preparadas para a transformação digital e ajudam as suas equipes a ter a máxima proficiência.

Interação perfeita com o cliente

A satisfação, a lealdade e a retenção do cliente sempre foram importantes para a sobrevivência e o crescimento das empresas. Uma forte experiência do cliente significa uma maior fidelidade do cliente, mais vendas e mais novos clientes através de referências. Seu negócio deve gastar tempo identificando como interagir com os clientes no momento certo, no lugar certo.

Como fazer a transformação digital na empresa?

Apesar a TI ter possibilitado essa revolução, ela precisa de outras estruturas para que tudo funcione corretamente. Para essa inovação acontecer é imprescindível organização e planejamento para executar essa mudança e todo o projeto precisa estar embasado nos quatro pilares da transformação digital, que são: envolver os clientes, capacitar seus funcionários, otimizar operações e transformar produtos. Acompanhe para entender um pouco mais sobre estes pilares:

Público: envolver os clientes

Os clientes são a força vital de qualquer negócio, e cultivar e fortalecer essas relações determina, em grande parte, se uma organização irá crescer ou morrer. Em termos gerais, podemos pensar que o termo “cliente” representa os atores externos atendidos pela sua organização. Se você melhorar a satisfação e a UX dos clientes e a imagem da marca, os resultados do negócio serão excelentes!

Depois de entender a jornada e os comportamentos de seus clientes, você estará em uma posição forte para criar um plano digital em conformidade e começar o processo de escolha da tecnologia certa para tirar o máximo aproveitamento do resultado.

Com o acesso a novas ferramentas de gerenciamento de relacionamento com clientes, o big data e a inteligência artificial com foco na análise de dados prevê diversas vantagens. Você pode coletar informações de contato, do comportamento do site comercial e do comportamento de compra e serviço do cliente, melhorando significativamente sua estratégia de engajamento do consumidor.

“O cliente sempre tem a razão”: essa frase nunca foi tão verdadeira. Tudo tem que ser rápido, perfeito e sem erros. No entanto, muitas empresas acreditam que basta digitalizar os processos e criar um front-end amigável que está tudo certo. Mais uma vez, não é assim que a coisa funciona!

Vamos pegar um exemplo de vendas online. Não basta criar um aplicativo com uma UX impecável, que aumente as vendas, e deixar os demais processos de lado. É preciso rever diversos pontos e agilizar processos, como:

  • app de vendas ou website;
  • as mais diversas formas de pagamento;
  • logística para a entrega, com diminuição do prazo e custo de entrega;
  • um atendimento excelente em todos os setores, com equipes especializadas na pré-venda, financeiro e pós-venda;
  • rapidez, eficiência e políticas claras sobre devolução de pedidos.

Todas as ações da transformação digital têm por objetivo libertar o ser humano do trabalho orientado a processos para que todos possam lidar com as exceções, passar mais tempo com os clientes e focar nos negócios e nos produtos.

Pessoas: capacitar seus funcionários

Grandes organizações se concentram em construir uma cultura de alto desempenho e investir em suas pessoas. Este pilar se encontra nas várias unidades de negócios, departamentos, equipes e indivíduos.

Do ponto de vista de dados e análises, a mobilidade traz as soluções para que o colaborador resolva a dor dos seus clientes, com as informações certas, no momento certo e no formato correto. A ideia da capacitação é acelerar a entrega, melhorar a qualidade e proporcionar realização dos usuários.

É fundamental que a equipe esteja afiada com a estratégia corporativa geral estabelecida pela administração executiva. Crie a visão das funções necessárias para o sucesso e faça com que eles enxerguem e foquem nessa visão. Aproveite para promover o desenvolvimento das habilidades com essa equipe.

Fortaleça a cultura da inovação

É uma tarefa difícil, mas é possível trabalhar com a empresa inteira para que os funcionários compartilhem novas ideias, buscando processos rápidos e baratos para obter soluções inovadoras para o mercado. Entenda:

  • oriente a equipe sobre o que pode ser mais estimulado e o que nunca será implementado devido a regras do negócio ou termos legais;
  • eleja os campeões da inovação, mas valorize também os gerentes que estão lá mantendo funcionando enquanto a inovação não chega;
  • redefina métricas e incentivos;
  • dê aos funcionários as ferramentas que eles precisam para testar as ideias.

Toda empresa precisa de uma estratégia digital inovadora para ganhar vantagem competitiva. As maiores empresas estão rapidamente adotando tecnologias digitais para atender ao alto nível de expectativas do cliente. Portanto, passar pela transformação digital é a melhor solução para obter uma vantagem competitiva, pois ajudará você a analisar os novos participantes e fortalecer os relacionamentos fornecedor–cliente.

Existe um aumento exponencial no uso da Internet, que agora não é mais considerada como somente mais um canal de marketing, especializado somente em um segmento ou nicho de clientes. Agora, ela é vista como um investimento com retorno garantido e os canais online são tidos como o método mais econômico para chegar a um público-alvo grande, astuto e bem-informado.

Crie uma política de segurança de dados

Mesmo com tantos benefícios, ainda existem preocupações aumentadas em torno da segurança cibernética e do risco de dados. Uma forte política de segurança de dados deve ser usada para definir métodos para transferir ou compartilhar dados de forma segura e ajudar a interromper o uso de serviços e aplicativos não suportados ou inseguros.

Essas políticas devem ser muito específicas sobre o que é aceitável ou não — e deve valer para todos os funcionários. Tudo precisa estar documentado, comunicado e deve ser atualizado periodicamente. Eles devem incluir informações sobre sigilos de negócios, políticas de e-mail e dispositivos móveis, redes sociais e uso correto da internet.

Faça reuniões e sessões de treinamento para educá-los regularmente sobre a realidade da segurança de dados e seu papel em manter a informação segura.

Gestão: otimizar operações

Esse é o pilar que reúne os clientes, funcionários e a TI para que tudo isso se transforme em uma organização com a melhor compreensão dos processos atuais, sejam eles de qualquer área.

Com ele, as organizações conseguirão criar repositórios de dados inteligentes para que consigam as melhores análises e insights, provocando a vantagem competitiva. Conseguir identificar esse padrões de dados pode até prever um problema e atuar na solução antes mesmo que ele aconteça.

O foco para a melhor otimização do operacional das instituições é unir a tecnologia para poder coletar as informações dos clientes e, com a expertise e a inteligência das pessoas, conseguir insights transformadores. Alguns exemplos que você pode implementar:

Análise e agendamento dinâmico

Algoritmos de análise e o uso de machine learning (ou aprendizado de máquina) possibilitam a mineração dos dados para obter informações estratégicas.

Soluções ERP na nuvem

Tomando um exemplo, uma solução ERP pode fornecer visibilidade em todos os canais de distribuição e em níveis de inventário para que as matérias-primas possam ser mantidas e reabastecidas com base nas próximas necessidades e pedidos passados.

TI: transformar produtos

Esse termo dita sobre como as organizações estão aproveitando a tecnologia para inovar em sua proposta de valor para o mercado e seus cliente. É o último pilar e abrange também as soluções físicas mais atuais e que sustentam o ambiente da Terceira Plataforma: o Big Data, os dados na nuvem, as mídias sociais e a mobilidade.

E aqui o departamento de TI ou a sua consultoria deve estar na vanguarda e utilizar as ferramentas da Terceira Plataforma para ajudar a reduzir custos, proteger dados comerciais, minimizar riscos e facilitar a conformidade.

Para a maioria das empresas que já possuem um bom nível de tecnologia ou que utilizam ferramentas como BI, CRM e ERP, as mudanças poderão ser em menor escala — isso, claro, em relação às novas implementações. Vale ressaltar que é preciso estar muito atento aos ambientes de contingência e assegurar que o processo de migração entre os sistemas seja o menos traumático possível.

Quais os impactos na sociedade que a transformação digital promove?

Vamos agora ver alguns impactos que a transformação digital está causando na sociedade atual. Entre eles, temos boas notícias e alguns problemas que todos esperam que a sociedade consiga contornar. Vamos conferir juntos:

Escritórios virtuais

O chamado teletrabalho está crescendo e sendo regularizado aqui no Brasil. Essa é uma forte tendência mundial e em breve será a forma mais utilizada de trabalho. Os escritórios virtuais estão sendo estruturados sob a forma de ambientes de trabalho em casa, acessos remotos, horários flexíveis e trabalho cooperativo.

Com os deslocamentos para os escritórios da cidade se tornando cada vez mais estressantes, o desejo de um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e a tecnologia a favor com muitas ferramentas de controle de acesso, conferência virtual e até mesmo a realidade aumentada podem ajudar a colocar os colegas de trabalho artificialmente na mesma sala.

Technostress

O crescimento da tecnologia em nossas rotinas está fazendo com que seja difícil desligar das telinhas. No entanto, essa exigência de conexão a qualquer momento e em qualquer lugar, está afetando nosso nível de estresse e saúde mental. A isso foi dado o nome de Technostress.

Definido como o vínculo psicológico negativo entre as pessoas e as novas tecnologias, ele pode ser experimentado por pessoas que não podem se adaptar às novas tecnologias ou pessoas com comportamentos compulsivos quanto a estar conectado e compartilhar atualizações constantes. O grupo de pessoas mais propensas a sofrer tecnologia no trabalho são homens jovens e aqueles com menor alfabetização em informática.

Além de trabalhar para telecomunicações interpessoais mais ricas e mais naturais, os designers terão que começar a pensar além do design UX do próprio produto e considerar a experiência de vida holística dos usuários.

Segregação ideológica online

A transformação digital não afeta apenas o mundo dos negócios, mas também o comportamento social. Infelizmente, a segregação existe desde o início da civilização, e nós temos a tendência natural a ouvir somente as declarações com as quais já concordamos. Por esses motivos, acabamos nos organizando em grupos cada vez menores e mais segmentados.

Na era pré-digital, as pessoas se definiam por sua política ou pelos jornais que liam. Porém, a era digital está criando uma sociedade bem mais profunda e fragmentada: enquanto as mídias sociais fornecem voz a todos e tem sido vista como uma força democratizadora, está sendo argumentado que as redes sociais e a personalização excessiva aumentam a segregação ideológica.

A personalização é uma ferramenta UX inteligente que aprende e se adapta ao usuário com base no seu comportamento. Seu objetivo é construir um vínculo com os usuários, fornecendo o conteúdo certo no momento certo para a pessoa certa. A forma mais básica de personalização sugere conteúdo relacionado com base no conteúdo que está sendo visualizado. Isso é simples de fazer — e é uma poderosa ferramenta de marketing —, mas reduziu o acesso do leitor a uma variedade específica de conteúdo e visualizações.

À medida que a segregação ideológica em linha se torna mais evidente, a pressão pode crescer em empresas, provedores de conteúdo e designers UX para reduzir o nível de personalização do conteúdo. Sim, isso está sendo revisto e veremos novidades em breve.

Quais empresas já passaram pela transformação digital?

Tesla: consolidando o carro elétrico

A Tesla acumulou dívidas imensas durante muitos anos e o mercado estava só aguardando para ver o que poderia acontecer com a empresa. Foi aí que ela resolveu revolucionar a indústria, passando por uma grande transformação digital e criando o seu carro elétrico — o mais vendido do mundo!

É o primeiro carro totalmente elétrico que tem capacidade de carregar 80% da bateria em meia hora, com autonomia superior a 360 quilômetros.

Por sua grande inovação, a Tesla foi eleita por duas vezes em primeiro lugar na lista da Forbes como a empresa mais inovadora.

Experian: tornando a vida dos clientes melhor

A empresa conhecida por pontuação de crédito está ajudando as pessoas a construir um perfil de crédito mais preciso, aumentando a capacidade de aceitar empréstimos para habitação e outras linhas de crédito. Trabalhando em parceria com o desenvolvedor de finanças Finicity, eles são capazes de capturar “dados alternativos”, como pagamentos de renda, pagamentos de serviços públicos e outras transações em tempo real para construir um histórico de crédito mais preciso.

Pode até ser que muitas empresas não percebam a verdadeira necessidade da transformação digital, mas não dá para negar como ela tem um papel fundamental na agilização de todo tipo de processo corporativo. As mudanças na cultura organizacional também são um ponto forte a ser considerado, levando vantagens não só para o negócio em si mas para todos os colaboradores e envolvidos.

Se você se esforça para estar sempre atualizado com as tendências de TI, assine nossa newsletter e receba nossas dicas e novidades para aumentar as chances de sua empresa alcançar uma transformação digital perfeita!

Roberto Bertó

Co-fundador e CIO da Under. Aficionado por tecnologia e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This